A PÓ-PÓS MODERNIDADE E O FIM DA LÓGICA – P.B. Lemos Filho

30 maio

A PALAVRA DE DEUS AFIRMA: “Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” 2 Timóteo 4:1-4

Na cultura rasteira da pó-pós-modernidade em que vivemos, somos criticados por falar a verdade pois premissa básica de tal cultura é que não existe realmente mais uma verdade absoluta (afirmação que se torna absoluta) pois cada um faz a sua verdade de acordo com sua própria distorção da realidade, mas que se essa coisa indefinida e distorcida faz o cara se sentir bem então é digna de ser defendida e difundida como verdade e cujo parâmetro de crítica e julgamento é apenas o subjetivismo do sujeito que invoca a mencionada “verdade”. Será o fim da teoria da argumentação em todas as suas vertentes, cujas premissas se baseiam em objetividade lógica?

Deus, em Sua Palavra, chama o povo a experimentar o perdão decorrente do arrependimento dos pecados nos seguintes termos:”VINDE POIS, E ARGUI-ME”

O Dicionário afirma que arguição é: “s.f. Ação ou efeito de arguir, acusar, denunciar.
Argumento fundamentado, ressaltando os prós e contras em uma discussão, para defender uma ideia ou provar algo.” Na atual cultura – principalmente no que toca à cultura religiosa, estamos sendo obrigados a abrir mão dessa arguição objetiva, substituindo-a por  conceitos e categorias subjetivistas e irracionais que lidam com o conceito de verdade a partir do “sentir”, do “achar”, de visões que vão além do mensurável.

A fé cristã não é algo irracional, o que nos é revelado pela Palavra de Deus é algo inteligível e que pode ser devidamente apreendido pelo intelecto. Deus não exige que abramos mão de nossas mentes para abraçar a fé.Como disse alguém: não precisamos deixar nossos cérebros no estacionamento antes de nos tornarmos cristãos. O crer nas verdades bíblicas não exige um “salto de fé”. Pelo contrário: o único pulo que o Novo Testamento nos convida a dar não é um pulo no escuro, mas um pulo “para fora do escuro”, PARA A VERDADEIRA LUZ. Isso também não significa que tudo o que a mensagem cristã revela é absolutamente claro no que diz respeito às nossas categorias racionais. Não consigo entender, por exemplo, com relação à pessoa de Jesus Cristo, como ele pode ter uma natureza divina e uma natureza humana ao mesmo tempo. E isso, com certeza, os cristãos creem sobre Jesus. Isso é um mistério. Mas mistério não é o mesmo que irracional. Certamente o termo “mistério” não se aplica apenas à religião. Nem eu nem os cientistas tampouco, compreendem todos os fenômenos da natureza.Muitas coisas são misteriosas para nós, mas não são irracionais. Existem coisas misteriosas que não somos capazes de apreender com nossas mentes finitas. Entretanto, tais coisas podem ser articuladas mediante um exercício mental logicamente articulado. Não compreendo todos os mistérios do universo, mas não posso negar que o mundo físico, consiste em categorias que existem mesmo se não as compreendo em toda a sua extensão.

A pó-pós modernidade fundamenta-se em uma premissa errada da realidade, a de que é impossível existir absolutos. Mas o universo não é assim, até onde podemos enxergar, existem leis absolutas no que diz ao curso do Sol e da Lua sobre a terra imóvel, o curso das estrelas e o comportamento dos tempos e das estações que demonstram uma arbitrariedade da qual não podemos nos furtar e cujo sustentáculo é que permite, até onde vai a nossa observação, a manutenção da vida. O ritmo imposto ao mundo provem de fenômenos repetitivos e absolutos. Isso é uma verdade natural absoluta. Por quê no que toca à verdade em si, em termos metafísicos, devo abrir mão daquilo que é lógico, objetivo e racional, se até mesmo posso verificar, em nível físico que coisas intangíveis (invisíveis portanto) exercem sua influência de maneira absoluta e verificável? A isso damos o nome de milagre. A preservação da Palavra de Deus é um milagre. Medite nela para encontrar a única Verdade que realmente importa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: